segunda-feira, 27 de junho de 2016

Os Dez Mandamentos são pra Judeus. Os Frutos do Espirito pra Cristãos.


Apego à tradição sempre vai causar algum tipo de desconforto quando esta for confrontada. Ainda assim, algo não-bíblico deve ser combatido, mesmo que seja desconfortável. A tradição (seja católica ou protestante) nos diz que os Dez Mandamentos são universais. Mas, não há texto Bíblico pra dar suporte a essa afirmação. De fato, todas as leis do Antigo Testamento são pra Judeus. Apenas aquelas que foram repetidas no Novo Testamento são validas pra Cristãos.

Os Dez Mandamentos são pra Judeus. Os Frutos do Espirito pra Cristãos.


Textos Bíblicos dos Dez Mandamentos


Isso se torna bem óbvio quando se ve os contextos que falam dos Dez Mandamentos e da Aliança Mosaica. Vejamos:

Então falou Deus todas estas palavras, dizendo:
Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Êxodo 20:1,2

E chamou Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos; e aprendê-los-eis, e guardá-los-eis, para os cumprir.
O Senhor nosso Deus fez conosco aliança em Horebe.
Não com nossos pais fez o Senhor esta aliança, mas conosco, todos os que hoje aqui estamos vivos.
Face a face o Senhor falou conosco no monte, do meio do fogo
(Naquele tempo eu estava em pé entre o Senhor e vós, para vos notificar a palavra do Senhor; porque temestes o fogo e não subistes ao monte), dizendo:
Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Deuteronômio 5:1-6

Em Deuteronômio 5 algo interessante é dito especificamente quando à lei do sábado. Diferente de seu paralelo em Êxodo 20, nesse texto há um motivo do porque essa lei deve ser observada. E mais, observada apenas por Judeus:

Guarda o dia de sábado, para o santificar, como te ordenou o Senhor teu Deus.
Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho.
Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu;
Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o Senhor teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o Senhor teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado.
Deuteronômio 5:12-15

Se torna bem claro nesses textos que a lei foi dada àqueles a quem o Senhor tirou da terra do Egito. Mas, continuemos:

Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifica.
Portanto guardareis o sábado, porque santo é para vós; aquele que o profanar certamente morrerá; porque qualquer que nele fizer alguma obra, aquela alma será eliminada do meio do seu povo.
Seis dias se trabalhará, porém o sétimo dia é o sábado do descanso, santo ao Senhor; qualquer que no dia do sábado fizer algum trabalho, certamente morrerá.
Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, celebrando-o nas suas gerações por aliança perpétua.
Entre mim e os filhos de Israel será um sinal para sempre; porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, e ao sétimo dia descansou, e restaurou-se.
E deu a Moisés (quando acabou de falar com ele no monte Sinai) as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.
Êxodo 31:13-18

Disse mais o Senhor a Moisés: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras tenho feito aliança contigo e com Israel.
E esteve ali com o Senhor quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras da aliança, os dez mandamentos.
Êxodo 34:27,28

Nós vimos até aqui então que os Dez Mandamentos foram dados a Moisés no Sinai (e não antes nem depois) para Israel (Judeus) e que o sábado era o Sinal da Aliança entre Deus e Israel. Erroneamente, Adventistas interpretam os textos que falam do sábado como sinal de forma que ele seja o selo de Deus. Esse é o fruto de uma exegese pobre feita com pressupostos.
Há mais maneiras de se mostrar que os sábados são sinais de aliança. Em contexto, todos os sinais de aliança tem algum tipo de pedido para que seja lembrado ou relação com algo que deve ser lembrado:

E disse Deus: Este é o sinal da aliança que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas.
O meu arco tenho posto nas nuvens; este será por sinal da aliança entre mim e a terra.
E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens.
Então me lembrarei da minha aliança, que está entre mim e vós, e entre toda a alma vivente de toda a carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio para destruir toda a carne.
E estará o arco nas nuvens, e eu o verei, para me lembrar da aliança eterna entre Deus e toda a alma vivente de toda a carne, que está sobre a terra.
E disse Deus a Noé: Este é o sinal da aliança que tenho estabelecido entre mim e entre toda a carne, que está sobre a terra.
Gênesis 9:12-17

Disse mais Deus a Abraão: Tu, porém, guardarás a minha aliança, tu, e a tua descendência depois de ti, nas suas gerações.
Esta é a minha aliança, que guardareis entre mim e vós, e a tua descendência depois de ti: Que todo o homem entre vós será circuncidado.
E circuncidareis a carne do vosso prepúcio; e isto será por sinal da aliança entre mim e vós.
Gênesis 17:9-11

Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
Êxodo 20:8

E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.
Lucas 22:19,20

Agora, visto isso, também devemos ver o que Jesus e os autores do Novo Testamento disseram. Jesus disse em Mateus 5 que veio cumprir a lei. E mais, deu novos mandamentos:

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que [heos ho] tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo.
Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.
Mateus 5:17-22

Podemos facilmente dividir esse texto em quatro partes:

1-      Jesus veio cumprir a lei
2-      Nada da lei será tirado até que se cumpra
3-      Ouviste o que foi dito
4-      Mas Jesus diz...

Contrário à interpretação popular, Jesus não esta dando a interpretação correta do mandamento. Mas sim dando um novo mandamento. Isso mostra sua autoridade divina sobre a lei, já que esta havia sido dada por Deus, apenas Ele mesmo poderia dar novos mandamentos. Por essas e outras que o Rabbi Jacob Neusner, após avaliar a autoridade de Jesus perante a Lei mosaica declarou que “ninguém pode encontrar o Jesus de Mateus sem ver que na mente do evangelista a nossa frente esta o Deus encarnado.” (Jacob Neusner, A Rabbi Talks with Jesus, p. 14)
Note que Jesus diz que nada da lei será tirado até que. No grego, heos ho que esta seguindo uma negativa. De acordo com o estudioso Jack Lewis, "em outras partes do Novo Testamento (Mt 17:9; 24:39; Jo 9:19), a palavra enquanto (heos hou), seguida por uma negativa, sempre sugere que a ação negada realmente ocorria posteriormente." (Jack Lewis, "The Gospel According to Matthew, vol. 1, p. 42)
Então, a questão que devemos fazer aqui é: Jesus cumpriu a lei? Ele disse que veio cumprir. Então, se a lei não iria embora até que Jesus cumprisse, e Ele cumpriu... Em suma, dizer que a lei do Antigo Testamento é pra Cristãos é dizer que Jesus falhou em Sua missão.
Paulo e o autor de Hebreus são bem claros quanto ao fim da antiga aliança. Eles dizem:

Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica.
O ministério que trouxe a morte foi gravado com letras em pedras; mas esse ministério veio com tal glória que os israelitas não podiam fixar os olhos na face de Moisés por causa do resplendor do seu rosto, ainda que desvanecente.
Não será o ministério do Espírito ainda muito mais glorioso?
Se era glorioso o ministério que trouxe condenação, quanto mais glorioso será o ministério que produz justiça!
2 Coríntios 3:6-9

Chamando "nova" esta aliança, ele tornou antiquada a primeira; e o que se torna antiquado e envelhecido, está a ponto de desaparecer.
Ora, a primeira aliança tinha regras para a adoração e também um tabernáculo terreno.
Foi levantado um tabernáculo; na parte da frente, chamada Lugar Santo, estavam o candelabro, a mesa e os pães da Presença.
Por trás do segundo véu havia a parte chamada Santo dos Santos,
onde se encontravam o altar de ouro para o incenso e a arca da aliança, totalmente revestida de ouro. Nessa arca estavam o vaso de ouro contendo o maná, a vara de Arão que floresceu e as tábuas da aliança.
Hebreus 8:13-9:4

O Espirito vivifica, é o que Paulo diz. E os Frutos do Espirito são o agir do Espirito Santo em nosso interior. Ele mesmo diz:

Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
Gálatas 5:22,23

O propósito da lei era mostrar o pecado. E somos livres da lei:

Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.
Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.
Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.
Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado.
E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri.
E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou.
Romanos 7:1-11

Jesus mesmo nos disse que estava nos dando novos mandamentos. O fato interessante é que Ele não citou nenhum dos dez mandamentos, mas sim leis que, supostamente, deveriam ser cerimoniais ou civis. Isso porque aqueles que dividem a lei dizem que os Dez Mandamentos são leis morais, e o resto é cerimonial ou civil. Well, that’s false. Existem leis morais, cerimoniais e civis, mas não há essa divisão que dizem. Não há nada na Bíblia que diga “os dez mandamentos são morais”. Mas enfim, Jesus disse:

E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus 22:37-39

Jesus esta citando os seguintes textos:

Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.
Deuteronômio 6:5

Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor.
Levítico 19:18

Conclusão


Vimos nos textos que falam dos Dez Mandamentos que eles foram dados àqueles a quem Deus libertou do Egito, no Sinai como aliança entre Deus e Israel. Por outro lado, os frutos do Espirito são o cumprimento dos ensinamentos de Jesus através do Espirito Santo em nosso interior. Esses ensinamentos são para os Cristãos. Nesse ponto, você deve escolher: É discípulo de Moisés ou de Jesus? (João 9:28)

Nenhum comentário:

Postar um comentário