quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Resposta ao Guilherme Oss sobre Reencarnação


“Falaiii pessoal, tudo beleza?”... Recentemente, o Youtuber Gamer Guilherme Oss lançou um vídeo sobre a reencarnação. Agora, não vou falar nada sobre o GuiOss. Já acompanhei o canal dele por algum tempo na minha fase mais gamer. Então, o fato dele lançar tal vídeo me chamou atenção por que recentemente tenho estudado sobre heresias e seitas na igreja. É a reencarnação uma heresia à luz da Bíblia? Sim, pois elimina completamente a necessidade de um Salvador (a.k.a. Jesus Cristo). Então, o ponto principal que vou tratar nesse texto é a resposta ao que o GuiOss falou, não atacar a pessoa dele (o que seria um ad hominem).

Resposta ao Guilherme Oss sobre Reencarnação


Antes de começar...


Antes de começar, você vai gostar desse texto que escrevi sobre os pais da igreja e a idéia de reencarnação ou transmigração de alma:


Esse texto do site Logos Apologética, do apologista católico Emerson de Oliveira também esclarece sobre o assunto:


Outro texto que pode ser interessante para aqueles que dizem que a Bíblia foi alterada é o seguinte:


Uma analise mais profunda da credibilidade do NT foi feita em minha resposta ao Antonio Miranda.

Os textos bíblicos e o perigo de falta de exegese


Existem dois textos principais usados por GuiOss:

Os discípulos lhe perguntaram: "Então, por que os mestres da lei dizem que é necessário que Elias venha primeiro? "
Jesus respondeu: "De fato, Elias vem e restaurará todas as coisas.
Mas eu lhes digo: Elias já veio, e eles não o reconheceram, mas fizeram com ele tudo o que quiseram. Da mesma forma o Filho do homem será maltratado por eles"
Mateus 17:10-12 (Seu paralelo é Marcos 9:11-13)

Esse texto é extremamente comum entre reencarnacionistas. Mas, ele de fato prova a doutrina como bíblica? Nem de perto. Existem vários problemas aqui para o reencarnacionista: Primeiro, isso iria contradizer a doutrina da reencarnação, pois João Batista e Elias viveram nas mesmas condições. Segundo, Elias não morreu, mas foi arrebatado:

De repente, enquanto caminhavam e conversavam, apareceu um carro de fogo, puxado por cavalos de fogo, que os separou, e Elias foi levado aos céus num redemoinho.
2 Reis 2:11

Sem morte = sem reencarnação.
Importante notar que o próprio João Batista disse não ser Elias (João 1:21). Um quarto problema é que em Mateus 14:1-6 vemos que João Batista havia sido morto. Então, por que no momento da transfiguração não foi João Batista que apareceu, mas sim Elias?
Então, por que Jesus disse que João Batista era Elias? O que Jesus estava dizendo era que de forma “espiritualmente simbólica”, no estilo de vida e tudo mais, Elias e João Batista eram iguais. Ambos usavam roupa de ovelhas, ambos amedrontavam o rei, ambos pregavam o arrependimento, etc.
O próximo texto usado por GuiOss é João 3:1-12, que diz:

Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus.
Ele veio a Jesus, à noite, e disse: "Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais miraculosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele".
Em resposta, Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo".
Perguntou Nicodemos: "Como alguém pode nascer, sendo velho? É claro que não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e renascer! "
Respondeu Jesus: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito.
O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito.
Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo.
O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todos os nascidos do Espírito".
Perguntou Nicodemos: "Como pode ser isso? "
Disse Jesus: "Você é mestre em Israel e não entende essas coisas?
Asseguro-lhe que nós falamos do que conhecemos e testemunhamos do que vimos, mas mesmo assim vocês não aceitam o nosso testemunho.
Eu lhes falei de coisas terrenas e vocês não creram; como crerão se lhes falar de coisas celestiais?
João 3:1-12

Essa é uma confusão que Espíritas fazem entre reencarnação e regeneração. Jesus esta dizendo que o Espírito Santo nos regenera, nos transformando em nova criatura, não que nós vamos nascer de novo. Um erro na tradução usada pelo Guilherme no vídeo é o uso de “renascer de novo”. Em primeiro lugar, “renascer” já é de novo, então seria meio repetitivo. Segundo a palavra em grego pra “nascer” é “gennao”, que apesar de ter como sentido primário “procriar”, pode significar figurativamente “regenerar”, “fazer”, “nascer”, “entregue”, entre outras. De fato, apostolo Paulo diz:

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!
2 Coríntios 5:17

O que Jesus estava ensinando é que aqueles que estão com Ele, vão ser regenerados pelo Espírito e se tornarão nova criatura. Quando a ressurreição geral acontecer, receberemos novos corpos perfeitos.
Aqui vai uma outra observação: Existe um principio da hermenêutica que diz para levarmos em consideração um texto que só pode ser interpretado de uma forma, quando formos interpretar algum que pode ser interpretado de duas ou mais. Então, se considerarmos o texto de Hebreus:

Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam.
Hebreus 9:27,28

Guilherme Oss também esta enganado quando diz que a “água” naquele contexto simbolizava as coisas terrenas. Na verdade, na cultura judaica a água era usada para purificação (assim como azeite e possivelmente outras coisas que não me lembro agora). Então, o que Jesus esta falando é de purificação, do batismo, do seu significado.

Seria a reencarnação mais justa?


Deixe-me dar dois argumentos do por que eu creio que não. Primeiro, suponha que você veja uma criança de 6 anos na rua pedindo esmola. Se a reencarnação karmica foi verdade, então você esta totalmente justificado em agir de forma imoral e não ajudar ela em nada. E ainda por cima pensar “bom, ela fez caca na outra vida, então ela merece sofrer com a fome.” A moralidade morre no conceito reencarnacionista.
Segundo, suponha que uma pessoa reencarnou e agora, sem nenhuma lembrança de sua vida passada, ela esta sendo punida. Isso é, de alguma forma, justo com ela? Ela simplesmente não lembra nada do que fez, por que fez, com quem fez, etc. Mesmo assim, ela esta sendo punida com uma vida medíocre. Como James Bishop argumenta:

“[Um] aspecto questionável é a injustiça resultante dessa crença [reencarnação]. Hitler era claramente mal e aniquilou milhões de Judeus em sua vida. Porem, se ele fosse reencarnar na próxima vida, e embora ele fosse responsável pelo mal em massa em sua vida passada, ele não iria saber nada a respeito disso em sua próxima vida. Ele não teria memória ou conhecimento de suas injustiças cometidas em sua vida passada pela qual ele será finalmente sofrer em sua nova vida. [...] Talvez Hitler pudesse ser como a Madre Teresa em sua próxima vida, mas ele nunca conseguiria realizar isso já que ele estaria focando em gastar sua vida focada no sofrimento e tentando sair dessa situação.” [James Bishop's Apologetics, "THE UNLIVABLE CONCEPT OF REINCARNATION", online em https://jamesbishopblog.wordpress.com/2016/02/02/the-unlivable-concept-of-reincarnation/ (acesso 19 de fevereiro de 2016)]

Se você pensar sobre isso, se perguntará: E quanto aos primeiros seres humanos? Eles foram criados e passaram por experiências no mais vasto “mar” de pobreza em vida. Com barro, pedras, madeira, etc. Na vida seguinte, eles seriam o que?
De fato, existe uma contradição nessas crenças: Se eu for bom, vou reencarnar em uma vida boa. Mas, e se em todas as minhas encarnações eu for bom? Dessa forma, eu nunca vou experimentar todos os “tipos de vidas”. Eu não saberei como aquele que vive na miséria se sente. Mas sempre reencarnarei em vida boa.
Alem disso, se o efeito para a causa da boa ação for apenas beneficio próprio nessa ou na outra vida, então o karma nos ensina a ser egoístas, buscando apenas beneficio próprio e recompensas. Mas, um ato moral deve ser apenas feito para outra pessoa. Jamais apenas visando o próprio ser que realiza a ação. 

Conclusão


Eu não vou entrar no mérito das “provas” de reencarnação. Até por que eu não teria como avaliá-las uma por uma. Mas, se o cristianismo for a verdade, tais fenômenos podem ser facilmente explicador por demônios. É possível que um demônio faça algo para induzir alguém a crer que sabe algo de outra vida. Experiências parecidas com aquelas que falei no meu texto sobre videntes.

Em suma, reencarnação não era um conceito ensinado pela igreja primitiva, não esta na bíblia e não parece ser muito justo. Eu peço aos leitores que orem pelo GuiOss. Não pela crença na reencarnação, mas que Deus toque em seu coração e guie sua vida. Ele é um bom rapaz o qual eu tive o prazer de acompanhar a alguns anos.
Pode parecer injusto eu responder ao Guilherme Oss, dada a idade dele e o conhecimento aparentemente básico que ele tem de religião. Mas eu faço isso por dois motivos: Apesar de parecer básico, ele pode ter mais conhecimento. E também por que outras pessoas podem ver e crer fielmente que a Bíblia ensina tais coisas. Quando, na verdade, ela é bem oposta a ideia de reencarnação. De qualquer forma, inscrevam-se no canal dele. Ele é bom no que faz.

2 comentários:

  1. Perfeito. Infelizmente, apesar de Cristo estar bem presente na mente de grande parte dos brasileiros, muitos também tentam misturar Ele com crenças em Astrologia, Espiritismo, Reencarnação, Karma, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é? Outro dia estava conversando com uma amiga que não vê problema em acreditar em Astrologia e na Bíblia ao mesmo tempo. '-'

      Excluir