terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Por que a parábola do elefante e dos cegos falha.


A parábola do elefante é muito usada como argumento para demonstrar que o relativismo é verdade. Ela é contada dessa forma: Existiam seis cegos e um elefante. Um deles agarrava a perna do elefante e dizia que era uma arvore. Outro agarrava o rabo dele e dizia que era uma corda. Outro a tromba e dizia que era uma serpente. E assim por diante.
Eu não me lembro bem, mas você entendeu o negócio: Cada um encostava em uma parte do elefante e dizia que era uma coisa diferente, mas nenhum dizia que era um elefante.
Existem dois problemas com essa parábola: Primeiro, mesmo se tivessem 7 bilhões de pessoas tocando o elefante e dizendo coisas diferentes, a verdade é que ele ainda era um elefante. Não importa o quanto você creia que a tromba do elefante é uma serpente, isso não muda o fato de ser a tromba de um elefante. (Dã)
Segundo, e mais importante, existe alguém que sabe a verdade: aquele que conta a história. Então, é apenas uma parábola arrogante. Aquele que a conta sabe a verdade, mas quer provar que não há verdade usando-a.
Certa vez, um amigo meu me contou essa história tentando mostrar que o relativismo era verdade. Eu apontei pra ele que existia alguém que sabia a verdade, que era o cara que via os cegos e o elefante. Tudo o que ele me respondeu foi que esse cara não existia. Mas ora, é claro que existe. Se não, ninguém contaria a história. De fato, o cara que via os cegos e o elefante é o mesmo que conta a história: Ele mesmo!
Então, quem conta essa parábola diz que todas as religiões veem apenas uma parte da verdade, quando ao mesmo tempo eles dizem saber a verdade. Que as religiões veem “serpentes”, “cordas” e “arvores”, mas eles veem o “elefante”. Isso é pura arrogância.
Como demonstrado milhares de vezes, a ideia do relativismo é simplesmente estupida e auto refutável:
“Isso é verdade pra você, mas não pra mim” – E isso? É verdade pra você ou é universal?
“Não podemos saber a verdade sobre a realidade” – E como você sabe essa verdade sobre a realidade?

“Não existem verdades” – Isso é verdade?
"Toda a verdade é relativa" - Essa verdade é relativa? 

Um comentário:

  1. Nunca tinha pensado assim a respeito dessa parábola. Excelente texto.
    Estou pensando nos problemas da mecânica quântica em sua interpretação ou algumas interpretações. Mas está nebuloso.
    Gostei do "Dã" (Dã).
    Grande abraço.

    ResponderExcluir