sábado, 12 de dezembro de 2015

Masturbação é pecado?


O leitor ~que não colocarei o nome aqui~ perguntou: Masturbação é pecado? Esse assunto da chão... Mas a resposta curta e direta é... espera um pouquinho... sim. Sem duvida alguma, sim. Deixe-me dar alguns motivos.

Masturbação é pecado?


Jesus disse ta dito.


"Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. - Mateus 5:27-28

O simples fato de você desejar uma mulher que não é sua já é um pecado. Note que não é o bastante “controlar o desejo”. Ele já esta ali mesmo que não faça o ato! Isso vem da nossa natureza pecaminosa, e o desejo pelo pecado esta em nosso coração. Só Jesus pode nos salvar de nós mesmos.

A instrução de Paulo


Veja o que Paulo diz em Efésios:

“Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos.” - Efésios 5:3

A Bíblia de Estudo Conselheira comenta esse versículo assim:

imoralidade sexual. Literalmente, a prostituição (no grego pomeia), que várias vezes é apresentada na Bíblia como o oposto de uma sexualidade sadia, e também de uma espiritualidade sadia [...]. A sexualidade, como criada por Deus, tem sua beleza na expressão do dar-se livremente à pessoa amada, como momento de celebração de um relacionamento assumido e desejado; ela retrata também o amor entre a Trindade e de Jesus por sua Igreja. [...] Já a prostituição – como também sua ‘parente’, a pornografia – envolve a ‘compra’ do corpo de outra pessoa para uso próprio e posterior descarte, transformando o outro em objeto de consumo, sem nenhuma atenção a vinculo ou relacionamento. Por isso, na Bíblia ela é associada com a avareza, com a cobiça que se interessa em ter, em ‘possuir’” [Bíblia de Estudo Conselheira, comentário em Efésios 5:3, p. 417]

Eu não seria tonto a ponto de dizer que “sexo é pecado”. O sexo feito dentro do casamento é verdadeiramente bom.

“Pensando em ninguém, que mal tem?”


Ai vem o crentão experto pra dizer “vou fazer sem pensar em ninguém!”. Meu amigo, existe ato mais egoísta do que fazer algo sem nem ao menos pensar em outro ser humano? De toda forma você esta pecando. Não arrume desculpas.

“Vou casar pra coisar então!”


Não adianta, meu caro! Se você se casa apenas por prazer próprio, já esta pecando. Inesperadamente, Dr. Craig falou sobre isso um tempo atrás, ele disse:

“... eu acho que mesmo entre pessoas casadas, é possível tratar o parceiro como um mero objeto ao invés de amar essa pessoa. Usando essa pessoa para a própria gratificação e objetificando ela. Isso pode criar grande alienação dentro de um casamento. Existem coisas positivas nas relações sexuais entre marido e esposa. Ser casado não significa que isso permite tratar o parceiro como objeto sexual. Isso ainda pode ser feito e é errado.” [Reasonable Faith Podcast, “St. Augustine Said what?” (acesso 12 de dezembro de 2015)]

Os perigos da masturbação e pornografia


Agora, falando serio, existe um numero enorme de problemas que isso pode causar. Primeiro, vicia. E muito. É um vicio comparável ao de drogas bem fortes. Como Dr. Norman Doidge colocou:

“Pornógrafos prometem prazer saudável e alivio da tensão sexual, mas o que eles entregam normalmente é um vicio, tolerância, e uma eventual diminuição no prazer.” [ Norman Doidge, MD, “The Brain that Changes itself”, p. 107]

Nosso cérebro possui um “sistema de premiação”, se podemos colocar assim. Seu trabalho é te fazer fazer coisas que mantem seus genes vivos. Como sexo ou comer. A recompensa é liberar dopamina no seu cérebro, que faz você se sentir bem. Porem, por seu cérebro ter se adaptado a te motivar a fazer algo, não significa que sempre seja bom.
Quando uma pessoa vê pornografia, seu cérebro interpreta como se estivesse vendo um “parceiro”, uma possível oportunidade. Assim, o cérebro fica encharcado de dopamina toda vez que uma nova imagem aparece. Chega um dia que seu cérebro se acostuma e o usuário de pornografia não consegue se sentir normal sem essa alta dopamina. Amigos, chocolate, jogar algo, etc. não chegam nem perto do nível de dopamina liberado pela pornografia.
Junto com a dopamina, vem uma proteína chamada iFosB, que te faz lembrar das coisas que te fazem se sentir bem ou que são importantes. E adivinhe? Quanto mais iFosb liberada no cérebro, mais se torna fácil do usuário voltar ao comportamento que o fez se sentir bem. E pior: Em adolescentes o nível liberado é quatro vezes mais poderoso. [Fight the New Drug, “Porn is Addictive” (acesso em 12 de dezembro de 2015)]
Ainda acha que não tem problema, já que esta apenas “se viciando”? Bom, veja como isso pode te afetar mais ainda.
Por ser algo fantasiosamente “bom”, o usuário se torna cada vez mais nessa “fantasia”, e logo a realidade se torna “chata”. O usuário quer menos sexo e o sexo se torna menos satisfatório.
Estudos mostraram também que, mesmo expostos a pornografia “softcore”, os usuários (homens e mulheres) ficaram menos felizes após a exposição. Enquanto o cérebro tem os estímulos do cérebro são alimentados pela exposição a pornografia, a visão, o toque e outros estímulos que só poderiam ser feitos com seus parceiros não são usados. Muitos usuários, depois de tempo usando pornografia se vêem sem estimulo sexual que não seja a pornografia. [Idem, “Porn ruins your sex life” (acesso 12 de dezembro de 2015)]
Biólogo Gary Wilson disse:

“Usar pornografia é mais do que treinar para o esporte errado. É tirar a habilidade do homem no esporte que ele realmente quer jogar.” [Gary Wilson, “Adolescent Brain Meets Highspeed Internet Porn”, HTTP://yourbrainonporn.com/adolescent-brain-meets-highspeed-internet-porn (acesso 12 de dezembro de 2015)]

E também, algo que antigamente só aconteceria depois dos 35 anos, hoje em dia esta se tornando comum em jovens de 20 anos. O que é? Digamos que “a pipa do vovô não sobe mais”. [Fight the New Drug, idem]
Outro problema? Ejaculação precoce. Como seu cérebro se acostuma a “acabar rápido” (seja pelo prazer do orgasmo ou pela possibilidade de alguém ver), então ele vai mais e mais rápido acabar com a brincadeira.
É importante notar também que quanto mais você usa alguém como imagem mental para o prazer próprio, mais você se torna capaz de tratar pessoas como objetos. Sua colega de classe pode passar a ser só “uma imagem útil no banho”. Quando você a ve e se aproxima dela, sempre vai ter segundas intenções. E isso vai passando pro resto da vida.
Quanto mais descontrole você alimenta, mais descontrole haverá na sociedade. Quanto mais você “estupra mentalmente” as pessoas, mais seu corpo vai perdendo o auto-controle.
Lembre-se também da vida das atrizes desses filmes. Elas muitas vezes são tratadas como escravas para fazerem o que fazem. Muitas falam de como não podiam nem ir ao banheiro sozinhas e como eram ameaçadas de morte pelos produtores se quisessem sair desse ramo. Alem da fácil propagação de doenças sexualmente transmissíveis.
Se você souber inglês, eu realmente recomendo ver os vídeos e ler os textos no site Fight the New Drug.

Dicas pra superar o vicio


As dicas do programa Fortify são muito boas. Eu aconselho a entrarem no site deles em busca de ajuda (se souberem inglês). Mas, resumindo:
- Bloqueie os sites no computador, celular e tablet. No computador, uma rápida busca no Baixaki me levou a vários programas.
- Quando der vontade, feche os olhos e respire fundo. Visualize o que esta prestes a fazer.
- Fale com os amigos ou com o pastor. Tenha em mente que esse problema não é só seu e que existem pessoas dispostas a ajudar.
- Se você quer se casar, pense no amor que quer compartilhar, não no que quer ter a força e rápido.
- Ore. Jesus pode acabar com seu vicio.


É isso que consigo pensar no momento. Espero que ajude. O problema da pornografia e da masturbação esta em todo canto. Lembre-se: Essa luta não é só sua. Cristo pode te ajudar. #pornografiamataoamor 

Um comentário: