quarta-feira, 22 de julho de 2015

Explicando a Doutrina da Trindade

A maioria das pessoas fora do Cristianismo parece não entender o que é a Trindade. Por exemplo, na musica “Índios” do Legião Urbana, a letra diz “quem me dera ao menos uma vez entender como um só Deus ao mesmo tempo é três”. No texto de hoje, espero tentar explicar como é a Trindade. (Talvez até mesmo você que se diga Cristão não saiba.)
(Outros textos sobre a Trindade - Clique aqui)


Explicando a Doutrina da Trindade


O que a Trindade não é


Primeiro, vamos ver o que ela não é:

Um Deus que ao mesmo tempo é três deuses


Não, isso seria auto-contraditório.

Um grupo de três seres unidos em propósito.


Não, isso seria Triteísmo, uma forma de politeísmo com três deuses. (E a Bíblia claramente é monoteísta.)

Três seres distintos que são chamados de Deus.


De novo, isso seria Triteísmo.

Deus, o Jesus e Maria


Não, isso é o que Maomé pensava.
[“E recordar-te de quando Deus disse: Ó Jesus, filho de Maria! Foste tu quem disseste aos homens: Tomai a mim e a minha mãe por duas divindades, em vez de Deus? Respondeu: Glorificado sejas! É inconcebível que eu tenha dito o que por direito não me corresponde. Se tivesse dito, tê-lo-ias sabido, porque Tu conheces a natureza da minha mente, ao passo que ignoro o que encerra a Tua. Somente Tu és Conhecedor do incognoscível.” - Alcorão, surata 5 (Al-Ma'ida), 116]

Um grupo chamado Deus com três seres


De novo... Triteísmo.

Um ser com três papeis diferentes. (Assim como uma pessoa pode ser pai, filho e amigo ao mesmo tempo)


Não, isso seria Modalismo, o que é heresia.

Três seres separados que são Deus.


De novo... Triteísmo.

O que a Trindade é


A Doutrina da Trindade diz que:

- Existe apenas um Deus
- Deus é Três Pessoas
- Cada uma dessas pessoas é inteiramente Deus
[Systematic Theology: And Introduction to Biblical Doctrine]

A Primeira Pessoa da Trindade – O Pai


A Fonte de tudo e da Divindade (Efésios 4:6, 1 Coríntios 8:6 e João 6:46)
Ele é Transcendente, não-causado e alem da mera existência. Ele apenas é.

A Segunda Pessoa da Trindade – O Filho, Jesus Cristo


A Palavra de Deus (João 1:1), esteve eternamente com do Pai (João 3:16, João 16:28 e João 17:5). Não foi criado (João 8:58), não criado (Apocalipse 22:13). Sua fonte esta no Pai, e humanos podem apenas chegar ao Pai através do Filho (João 5:19; 14:6).

A Terceira Pessoa da Trindade – O Espírito Santo


Não é gerado, nem criado (Hebreus 9:14), eternamente procede do Pai (João 15:26), Ele é o agente ativo de Deus no mundo e guia a Igreja (João 14:16-17, Atos 15:28). Sua fonte também vem do Pai, mas Ele sempre existiu.
Cada um dos Membros da Trindade interagem entre si no mundo. O Pai envia o Espírito Santo no batismo do Filho. O Filho enviou o Espírito Santo no Pentecostes. E o Pai criou o mundo através da Palavra e do Espírito Santo.
Apesar do Pai ser a fonte, o Filho e o Espírito Santo não são menores em poder ou em divindade. Todos são Eternos e Divinos. Eles co-existem como um Deus, mas ainda são três pessoas compartilhando uma essência. Eles são eternamente amorosos, e se amam em perfeita harmonia. Então, não há divisão entre as Três Pessoas da Trindade, pois compartilham uma mesma natureza. [Inspiring Philosophy, “What is the Trinity?”]

Analogias (nenhuma delas é perfeita, mas podem ajudar a entender)


- O sol, os raios e o calor. Enquanto o sol existe, os raios e o calor continuam vindo dele.
- Os três ângulos de um triangulo. São três ângulos, mas ainda é um triangulo.
- A criatura mitológica Cérbero. É um ser, com três cabeças.

Porem, nenhuma dessas analogias é perfeita, já que a Trindade ainda é diferente delas. A Trindade é um O Que, que é Três Quems.

Por que a Trindade faz sentido


A Trindade é o único Deus que pode ter todas as características do Deus da Bíblia e ser um Ser de Grandeza Máxima.
Um Deus que fosse apenas “um Deus e uma pessoa”, seria completamente explicável, e não estaria alem de nossa capacidade de compreensão. Seria apenas um “Zeus eterno”.
Deus é onipresente. E para isso ser verdade, Ele tem que transcender o espaço – Transcender as três dimensões em que vivemos.
Seres tridimensionais são limitados por espaço, mas um ser onipresente não tem tal limitação. Da mesma forma, um ser bidimensional não entenderia um cubo tridimensional. Ele poderia ver os seis lados do cubo, mas pensaria que são seis quadrados diferentes.
Isso é importante, pois quando alguém cria uma religião, ele a cria como completamente compreensível. Apenas na Bíblia vemos um Deus incompreensível, mas ainda acessível.
Um Deus Trinitário é o único que pode ser perfeitamente amor. Afinal, antes da criação dos seres vivos, Deus amava a quem? Um Deus unitário seria dependente da criação. Mas Deus não pode depender de ninguém, tudo deve depender dEle. A única solução é se existiam mais do que uma Pessoa, mas ainda assim um Deus.

“A Bíblia nunca usa a palavra Trindade”


Ela também nunca usa a palavra onipotente. Isso significa que a Bíblia nunca diz que Deus é?

Conclusão



Espero que tenha ficado mais claro o ensinamento bíblico da Trindade. Não são três deuses, um grupo de três ou três modos de Deus. Mas sim um Deus, que é três pessoas e as três são inteiramente Deus.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Segundo o criacionismo, tudo q é complexo precisa de uma causa, logo, pelo fato de nosso universo ser complexo, ele precisa de uma causa... Engraçado isto não funcionar com o tão famoso criador, ele é complexo, é perfeito, é super-poderoso, mas não foi criado?

    Não é suposição ou apelo ao inverificável, é LEI! Por essa lógica, Deus por ser complexo, PRECISA de uma causa, pois se ele não ter uma causa, seria uma violação a lei "causa e efeito", e como ele causou o tempo e outras leis físicas, podemos chegar a conclusão de que leis físicas também precisam de uma causa, e como ele, Deus, é o conjunto das leis físicas desconhecidas que causaram o Big-Bang, também PRECISARIA de uma causa, mesmo sendo Deus um ser a-temporal... E não venham me dizer que algo a-temporal não pode ser causado pois, para que esta lei esteja certa (causa e efeito), o atemporal DEVE ser causado, por quem? Por leis físicas que estão além da nossa compreensão, leis físicas a-atemporais...

    ResponderExcluir
  3. Segundo o criacionismo, tudo q é complexo precisa de uma causa, logo, pelo fato de nosso universo ser complexo, ele precisa de uma causa... Engraçado isto não funcionar com o tão famoso criador, ele é complexo, é perfeito, é super-poderoso, mas não foi criado?

    Não é suposição ou apelo ao inverificável, é LEI! Por essa lógica, Deus por ser complexo, PRECISA de uma causa, pois se ele não ter uma causa, seria uma violação a lei "causa e efeito", e como ele causou o tempo e outras leis físicas, podemos chegar a conclusão de que leis físicas também precisam de uma causa, e como ele, Deus, é o conjunto das leis físicas desconhecidas que causaram o Big-Bang, também PRECISARIA de uma causa, mesmo sendo Deus um ser a-temporal... E não venham me dizer que algo a-temporal não pode ser causado pois, para que esta lei esteja certa (causa e efeito), o atemporal DEVE ser causado, por quem? Por leis físicas que estão além da nossa compreensão, leis físicas a-atemporais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é "segundo o criacionismo", e esse "argumento" de que o Criador "deve ser muito complexo" é apenas uma afirmação notadamente falsa do Dawkins. Sério, Dawkins não vai te conferir com argumentos fortes.

      Excluir