quarta-feira, 8 de julho de 2015

Criacionismo Progressivo #12 - Seriam Beemote e Leviatã dinossauros?


Jó 40-41 fala de dinossauros? Seriam o beemote e o leviatã dinossauros? Proponentes de Terra Jovem vão dizer que sim. E eles dizem que uma “leitura literal” diz isso. Porem, nenhum dinossauro é conhecido por ter soprado fogo ou fumaça, ou ter ossos de ferro ou bronze. Claramente essa descrição foi indicada pelo autor como figurativa. Essa passagem simplesmente fala de criaturas que colocavam terror nos humanos que as encontrada.

 Seriam Beemote e Leviatã dinossauros?


Beemote


Contemplas agora o beemote, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi.
Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre.
Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos.
Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro.
Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada.
Jó 40:15-19

A palavra hebraica para “beemote” aparece de forma singular, “behema”, como parte da descrição de um mamífero. Porem, dinossauros eram répteis, não mamíferos. Então, beemote não pode ser um deles.
Existem um bom animal que se encaixa na descrição do Beemote: O Elefante.
Argumentando contra essa interpretação, vão dizer que o hipopótamo ou o elefante não possuem uma “cauda grande”. Porem, se olhar no texto original em hebraico, não existe nada na descrição que diga que a cauda é algo grande.
Nada no texto diz com o que a cauda se parece. Absolutamente nada. A palavra usada para “move” no original é “chaphets”, que é um verbo de ação. Significa apenas que a cauda se move ou se encurva. A cauda se move como um cedro, mas não parece um cedro. É a descrição da ação da cauda. Então, a descrição pode se encaixar em um hipopótamo ou elefante. Além disso, o cedro norte-americano que comparam com a cauda do Beemote não existia nos tempos bíblicos na terra de Jó. O que existia era o cedro-do-Líbano, que é uma arvore flexível que se move facilmente com o vento. Assim como a cauda do elefante!
Lendo os versos 20-24, vemos que esse animal não é um dinossauro.

Em verdade os montes lhe produzem pastos, onde todos os animais do campo folgam. Deita-se debaixo das árvores sombrias, no esconderijo das canas e da lama. As árvores sombrias o cobrem, com sua sombra; os salgueiros do ribeiro o cercam. Eis que um rio transborda, e ele não se apressa, confiando ainda que o Jordão se levante até à sua boca. Podê-lo-iam porventura caçar à vista de seus olhos, ou com laços lhe furar o nariz? - Jó 40:20-24

Esse animal jamais poderia ser o dinossauro que sites como Answers in Gênesis colocam. Esses seriam os Sauropodes, que possuíam enormes caudas e pescoços (ex: Branquiossauro, Diplodoco, etc). Esse tipo de tipo de dinossauro tinha cerca de 30 metros de altura, e não pode entrar de baixo de uma arvore da terra de Jó, que tinha em media 9 metros.
A palavra usada para “nariz” é ‘aph, que significa “narinas”. A palavra “furar” é naqab, que significa furar ou perfurar. A palavra para “laços” (em algumas versões esta como “armadilha”) no original é mowqesh, que significa armadilha ou cilada, e seu segundo significado é “atrair com isca”. Então, aqui esta sendo descrito um animal que foi atraído por uma isca e agora esta preso. No tempo de Jó, elefantes eram capturados e usados como animais de trabalho. Esse verso não pode, de maneira nenhuma, estar descrevendo o maior animal que já andou sobre a Terra.

Leviatã


Leviatã não pode ser um dinossauro. Nenhum fóssil de dinossauro encontrado tem varias cabeças. Porem, nem o Crocodilo tem mais de uma cabeça ou cospe fogo. Também não pode ser uma criatura mitológica, pois o próprio Deus fala dela. Então, qual a solução?
Simples: Leviatã é Satanás. Veja a descrição de ambos ao longo da Bíblia:


Característica
Leviatã
Satanás
Varias cabeças
Salmos 74:14
Apocalipse 12:3
Serpente
Isaías 27:1
Gênesis 3:1; Apocalipse 12:9; 20:2
Dragão
Isaías 27:1
Apocalipse 12:3, 7; 20:2
Orgulhoso
Jó 41:15, 34
Ezequiel 28:17

Também é importante notar que tanto o mar quanto o deserto são lugares onde Leviatã e Satanás “vivem”. Nos tempos bíblicos, “deserto” era símbolo de “pecado” e “mar” de “separação”. Satanás é aquele que traz pecado e separa as pessoas de Deus. O "cuspir fogo" deve ser um simbolo também. Alias, como uma criatura marinha cuspiria fogo?
No máximo, Deus usou o conhecimento de Jó e outros autores bíblicos sobre uma criatura mitológica chamada Leviatã para falar de Satanás.

Conclusão



Em suma, Beemote se encaixa na descrição de um Elefante, e Leviatã não é um dinossauro e nem um crocodilo, é o próprio capiroto. 
A Bíblia não fala nada sobre dinossauros. Nada. Os habitantes da terra na época jamais entenderiam o que eram essas criaturas. E alem disso, não é o proposito da Bíblia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário