quinta-feira, 25 de junho de 2015

Porque o filme “Evolução vs Deus” é horrível.


Talvez o filme mais amado pelos criacionistas (não todos) seja “Evolution vs God: shaking the foundations of faith” [Evolução vs Deus: balançando os fundamentos da fé] onde o repórter Ray Comfort entrevista varias pessoas e faz perguntas como “consegue me dar uma evidencia observável de evolução Darwinista?” ou “esses peixes evoluíram mas continuaram peixes” e coisas do tipo.


Porque o filme “Evolução vs Deus” é horrível.


Evidencia Observável?


O que Comfort pede é “impossível”. Ao menos no nível que ele quer. Quando um “peixe” muda pra um “peixe diferente” isso é uma mutação observável. Agora, o peixe continua peixe, certo? Certo, mas o que a evolução darwinista diz é que varias e consecutivas dessas microevoluções vão gerar uma macroevolução. Ninguém espera que um peixe de a luz a um sapo. Infelizmente, não existe uma evidencia observável de mudança em larga escala, mas isso é irrelevante. Muito da ciência “histórica” não é observável, mas isso não diz nada quanto a se aconteceu ou não. (E eu digo “muito” e não “tudo” porque a astronomia é uma observação do passado.) Nesses casos, nós temos que avaliar os rastros da história e ver qual a melhor explicação para esse fenômeno. Usando os critérios de Comfort eu poderia dizer que ele mesmo nunca foi criança, já que isso não é observável atualmente. Sua consciência não é observável, como crer que ele pensa? A afirmação “só devemos crer no que for observável” tem fundamento filosófico não observável. Então, embora esse seja um dos critérios para experimentos científicos, ele não é o único, e uma teoria não deve ser invalidada por não passar em todos os critérios.

Comfort “tipos” (kinds) e “espécies” (species)


Toda hora ele pede por evidencia de mudança de “tipos” e não de “espécies”. A Evolução que Comfort apresenta não é nem ao menos o que Darwin apresentou Na Origem das Especies.
Quando ele pede por uma evidencia de “mudanças de tipos” e apresentam alguma, ele diz que “ainda é peixe” ou “ainda é pássaro” e essas coisas, dizendo que isso não é evolução Darwinista. Ironicamente, isso é precisamente o que Darwin disse e ele mesmo usou esses e outros exemplos do tipo.

Evolução = Ateísmo?


Essa é uma noção falsa popular por ai. Muitos Cristãos são evolucionistas (e não, eles não caíram na “armadilha de Satanás”). Como Francis Collins, ex-diretor do projeto que mapeou o DNA humano, disse:

“Eu sou um Evolucionista Teista. Eu tenho a visão de que Deus, em Sua sabedoria, usou a evolução como seu projeto criativo. Eu não vejo por que essa seria uma idéia tão ruim. Isso é incrivelmente criativo de Sua parte. E o que há de errado com isso como uma forma de colocar junto de um jeito sintético a visão de Deus que esta interessado em criar um grupo de indivíduos que Ele pode se relacionar com – nós? Por que a evolução não poderia ser um jeito apropriado de chegar ao objetivo? Eu não vejo um problema com isso. O único problema que impede isso de seguir em frente são aqueles que querem interpretar Gênesis 1 de uma forma bem literal. E essa interpretação é moderna. Santo Agostinho em 400 d.C., sem nenhuma razão para tentar ser um apologista de Charles Darwin, concordava que essa não era uma forma particularmente apropriada de interpretar as palavras escritas no primeiro capitulo de Gênesis.” [Bob Abernethy’s interview with Dr. Francis Collins, Director of the Human Genome Project at the National Institutes of Health]

Agora, se você pensa que o Teísmo Evolucionista é uma armadilha de Satanás se pergunte: Porque ele iria perder tempo “alterando” o conhecimento das pessoas ou a natureza com algo que não é fundamental para a salvação? E, de fato, existem muitos cristãos que vieram a Cristo por meio o Teísmo Evolucionista! Pessoas que dão a vida por Cristo e pela verdade da Bíblia como o próprio Francis Collins, Darrell Falk, Deborah Haarsma, Dennis Venema e John Walton. Grande armadilha Belza, bom plano (y)

“Refutando a evolução com cientistas top de linha”


Isso é o que o trailer do filme diz, mas na realidade a maioria das entrevistas é com estudantes não formados e alguns professores e biólogos. Além disso, ele já chega nas pessoas com uma abordagem meio “boba” de fazer perguntas rápidas, tirar o microfone e ficar fazendo acusações como “é baseado na fé”. Claro, 90% dos cientistas do mundo aceitam pela fé só porque é “maneiro”. Até mesmo Jeff Zweerink, que não é um evolucionista critica a abordagem:

“...todo o vídeo cria uma impressão distorcida da evolução e dos evolucionistas, especialmente pela inclusão de estudantes com respostas menos articuladas. Então, o filme parece levar a conclusão de que aqueles que creem na evolução:

1.      Não podem articular a teoria de nenhuma forma compreensível
2.      O fazem baseado em pouca evidencia
3.      Aceitam a evolução apenas para seguir seus instintos animais sem ter que dar satisfação
4.      Ativamente enganam os outros para creem na evolução. E
5.      Fazem ciência simplesmente sonhando com coisas

Essa imagem, embora possa ter alguma verdade para alguns indivíduos, esta longe de ser uma imagem precisa da maioria dos cientistas.” [Reasons to Believe, A Review of Evolution vs. God]


Conclusão


Minha opinião sobre o filme e o subtítulo é a mesma de Matthew R. McClure, um Teísta Evolucionista do site Old Earth Ministries:

“Finalmente, o subtítulo ‘balançando os fundamentos da fé’ é tragicamente preciso. De acordo com a visão apresentada no vídeo, crer em qualquer tipo de evolução Darwinista é rejeitar o Deus da Bíblia. Enquanto as pessoas crerem que isso é verdade, elas vão rejeitar o Deus da Bíblia assim que elas forem expostas as evidencias que dão suporte a teoria evolucionaria. Então, o vídeo pode de verdade ‘balançar os fundamentos da fé’ por estar inevitavelmente fazendo com que as pessoas se desviem do Evangelho quando elas encontram ‘contradições’ com a ciência” [Evolution Vs. God, A Review of the video Evolution vs. God: shaking the foundations of faith, by Matthew R. McClure]


(Eu recomendo a analise dele no link acima pois ele responde a todas as perguntas do filme de forma cientifica e bíblica) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário