terça-feira, 3 de março de 2015

Uma Resposta a Cauê Moura


Recentemente, o vlogueiro Cauê Moura lançou um vídeo onde ele fala um monte de coisa criticando os Cristãos por causa de um vídeo de um “exercito” de “crente” que querem “espalhar a palavra”. Ironicamente, tudo o que Cauê mostrou é que ele não entende o que é o Cristianismo, e que ele faz exatamente a mesma coisa que ele critica. (Veja o vídeo aqui, mas abaixe o volume)

Uma Resposta a Cauê Moura


A primeira parte, quanto ao “Dia do orgulho hétero” é a única parte em que ele esta certo. Depois disso, ele vai falar do projeto do Feliciano (o qual eu pessoalmente não vou muito com a cara) que diz pra ensinar o Criacionismo nas escolas. Apesar de eu concordar com o Cauê moura de que isso é bobagem, o comentário seguinte dele só mostrou a ignorância dele quanto ao que é o Criacionismo. Ele diz (e eu vou tentar colocar de forma gritante):

“VAI CÊ OBRIGADO A APRENDE QUE NUM FOI O BIGUI BENG FOI ADÃO E EVA” (1:08)

Há dois problemas nisso: Primeiro, o Big Bang fala sobre a origem do universo, não da raça humana. Segundo, o Big Bang não é ateísta. Foi descoberto por um astrônomo que também era padre chamado Georges Lamaître. Alem disso, ele é usado como evidencia da premissa principal do Argumento Cosmológico Kalam para a existência de Deus.

O exercito da Igreja Universal

Eu concordo que a Igreja Universal é um grande... digamos... “vacilo cristão” em alguns pontos. Mas o que falar sobre esse exercito? Cauê compara com as Cruzadas, diz que os Cristãos vão se tornar um estado islâmico e todas essas coisas ruins. Isso simplesmente só mostra que Cauê não entende absolutamente nada do que esta criticando. Cristo nunca comandaria as Cruzadas, então mesmo se alguma pessoa fizesse algo do tipo em nome de Cristo, estaria indo contrario aos seus ensinamentos. E Ele mesmo mostrou que não devemos usar armas e violência para defendê-lo.
Quando os guardas foram atrás de Jesus para prendê-lo, Pedro atacou e cortou a orelha de um soldado com uma espada. A mensagem desse evento é muito mais profunda do que aparenta: Se você defender Cristo com violência, vai estar impedindo a pessoa de ouvir a mensagem. Depois disso, Ele re-colocou a orelha do soldado. Isso significa que apenas Cristo pode fazer alguém ouvir a mensagem, através de uma pessoa pacifica.
Então, se a Igreja Universal estiver usando o exercito para “maltratar homossexuais e ateus” (como diz Cauê), eles não estão seguindo Cristo. Mas eu duvido que esse seja o objetivo. Acredito que seja apenas um “exercito simbólico” para simbolizar o exercito da antiga Israel.
Os Cristãos fizeram males na história? Sim, ninguém nega isso. Mas ver só esse lado da história é completamente desonesto. Os verdadeiros seguidores de Cristo fizeram muito bem ao mundo. Como Kenneth Scott Latourette, historiador da Universidade Yale que escreveu o trabalho mais extenso sobre a história do Cristianismo, diz:

"Nós temos muito a dizer a respeito dos efeitos do Cristianismo sobre a humanidade como um todo. Aqui esta a força mais potente que a humanidade conheceu para a dissipação do analfabetismo, para a criação de escolas, para o emergir de novos tipos de educação. Do Cristianismo emitiram impulsos a aventuras intelectuais e geográficas. As universidades foram na maioria criações cristãs. Musica, arquitetura, pintura, poesia e filosofia, devem suas maiores conquistas ao Cristianismo. Democracia como era conhecida no seculo 19 e 20 foi em grande parte consciência de ensinamentos Cristãos. A abolição da escravidão foi chefiada pelo Cristianismo, assim como as medidas para proteger os Índios contra a exploração dos brancos. Os movimentos que mais ajudaram para a regulação da guerra, para a mitigação do sofrimento acarretado pela guerra, para a abolição eventual da guerra devem sua origem a fé cristã. A profissão de enfermeira tem as mesmas origens. A ampliação dos métodos de cirurgia do ocidente foram chefiadas pelo empreendimento missionário Cristão, e a elevação da posição da mulher como um todo. Nenhum outro movimento na história trouxe tantos bens a humanidade."

O que Cauê Moura comete em sua argumentação é chamada de “falácia da composição”. Ele pega uma pequena parte de um grupo de Cristãos, e assume que todo o Cristianismo leva a isso. O que não tem lógica.
Meu amigo, Pastor Lucas, por exemplo, no ano passado foi para Guiné Bissau para ajudar o pessoal de la, não apenas com a evangelização, mas com comida e tratamento medico. E isso é tarefa diária de centenas de missionários e pastores pelo mundo. Então Cauê, estude antes de assumir que o que a mídia anti-Cristo diz é verdade.
Nenhum Cristão de verdade maltrataria ateus ou gays por seus pecados. O próprio Cristo disse que todos somos pecadores. Se os ateus e os homossexuais merecessem apanhar por seus pecados, todos os Cristãos também mereceriam. A Bíblia diz que atos homossexuais são pecados, mas também diz que homofobia é pecado. O “amai-vos uns aos outros” não exclui ninguém.
(Devo admitir, eu ri com a “metralhadora de amem”)

O exercito de Cauê Moura

Cauê depois diz que as pessoas devem combater isso e ir atrás de diminuir a religião no pais. O problema com isso é que ele mesmo esta formando um exercito anti-religioso. Se ele diz que os seguidores de Edir Macedo (e eu espero que ele não tenha dito “seguidores de Cristo”) são um perigo e que se levarmos na brincadeira eles vão acabar maltratando os gays e ateus com o tempo, então o mesmo pode ser dito dos ateus fanáticos que endeusam o pensamento gritante e violento de Cauê Moura. Eu mesmo posso dizer:

“Você acha que é brincadeira? Espera então, vai levando e levando... até juntar um grupo de ateus e bater num religioso saindo de uma igreja... espera e vai levando...”

Especialmente com o grande numero de crianças "rebeldes" que veem esses videos, a mensagem com a violência que ele mostra só vai fazer as crianças e adolescentes criarem uma especie de "cristofobia". Então, meu conselho para o Cauê é: Se vai criticar algo que acredita ser violento, não o faça com violência (isso inclui o modo de falar violento dele.)

Conclusão

Os “exércitos” de “cristãos” que causaram mal na história não estavam seguindo a Cristo. Eles simplesmente usaram o nome de Cristo para satisfazer seus egos egoístas. Cauê Moura peca em não entender o Cristianismo e em fazer exatamente o mesmo que aqueles que ele critica fizeram ou fazem: Criar um “exercito” contra aquilo que ele não aprova.
Eu também quero dizer que eu não tenho nada contra o Cauê Moura. Eu tenho certeza que fora dos videos ele é mais "calminho". Pelo menos, é a impressão que tenho.
Se tem uma coisa que o video dele pode nos dizer de útil, é como as pessoas tem uma visão distorcida do Cristianismo por causa de Cristãos ruins. Nós devemos parar de ser hipócritas e de tratar algumas pessoas de forma diferente. Lembre-se do ensino de Cristo: Se você falar do evangelho com violência, as pessoas não podem ouvir as Boas Novas. É exatamente isso o que aconteceu por causa de "Cristãos" ruins.

(Eu traduzi um vídeo do Inspiring Philosophy sobre os males dos Cristãos aqui e escrevi outro sobre as guerras religiosas aqui)

Nenhum comentário:

Postar um comentário