segunda-feira, 9 de março de 2015

A Existência de Deus #11 - O Argumento dos Números Naturais


Esse é um argumento que eu não apoio. Vai depender da pessoa: Se você acredita que números existem, então o argumento funciona. Mas, você terá que demonstrar isso. Já que eu não acredito que números existam, eu vou colocar esse argumento aqui apenas para curiosidade.

O Argumento dos Números Naturais


Premissa 1 – Objetos abstratos, como números e proposições, são ou realidades com existência independente ou conceitos de alguma mente

Se objetos abstratos existem, então ou eles existem independentemente (platonismo), ou eles são algum conceito em mentes pessoais. Essa premissa rejeita o nominalismo, que é a visão de que objetos abstratos não existem de forma alguma.

Premissa 2 – Objetos abstratos não são realidades com existência independente

Aqui é apresentada uma rejeição do platonismo. Dizer que objetos abstratos simplesmente existem sem ninguém pensar neles não parece fazer algum sentido.

Premissa 3 – Se objetos abstratos são conceitos de alguma mente, então existe um ser onisciente, metafisicamente necessário

Pense nisso: Se os objetos abstratos existem, e dependem da mente das pessoas, então se não houvesse nenhuma pessoa esses objetos abstratos não existiriam. Porem, existe um numero enorme de objetos abstratos, o que torna impossível para um ser humano ter pensado. A intelectualidade humana não poderia ter pensado neles.

Conclusão – Portanto, existe um ser onisciente metafisicamente necessário

Se objetos abstratos dependem de uma mente, e a mente humana é incapaz de cria-los, então se segue que suas existências dependem de uma mente maior e onisciente. Essa mente é o que chamamos de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário