terça-feira, 25 de novembro de 2014

Defendendo o AC Kalam #5 - Falácia da Composição?


Alguns céticos se opõem ao Argumento Cosmológico Kalam dizendo que ele comete a falácia da composição. Quer dizer, eles dizem que, só porque tudo no universo tem uma causa, isso não significa que o universo tenha uma causa. É como se eu dissesse que o elefante é um ser leve, só porque cada parte dele pode ser leve. Mas será que o Kalam comete essa falácia?

Falácia da Composição?


A falácia da composição é uma falácia que assume que só porque algumas partes de algo tem certa propriedade, então todo esse algo tem essa propriedade.
O Argumento Cosmológico Kalam não comete tal falácia. Na verdade, são mostradas razões para mostrar o porquê de o universo ter uma causa. Algo não pode vir do nada. O “nada” não tem propriedades, não pode fazer nada. E porque só universos viriam do nada? Por que essa preferência do nada em universos?

Falácia do Taxi

Essa objeção comete a “falácia do táxi”. Essa falácia é cometida quando se tenta descartar um principio (como o principio causal) como se fosse um táxi assim que chega a seu destino, excluindo ele apenas naquilo que lhe convêm. Seria arbitrário dizer que o universo é exceção a regra.

Por que então Deus é uma exceção?

Porque, como vimos em outro texto, um regresso infinito de tempo é impossível. Então, antes do inicio do tempo deveria haver algo atemporal. Se este algo é atemporal, então ele não tem um começo. Já que, de acordo com o raciocínio filosófico e a evidencia cientifica o universo teve um inicio, então este algo deve existir.

Conclusão

Essa é mais uma objeção comum na internet contra o ACK. Mas vemos que acusa-lo dessa falácia nos faz ter que aceitar uma coisa inaceitável: O universo brotou do nada. Eh... não. Acho que a visão teísta é mais lógica.


2 comentários:

  1. Os teístas diante da alegação de que o AC Modal comete a falácia da composição fará os oponentes lembrarem que às vezes, existe uma conexão necessária entre as partes e o todo. Isto é verdadeiro em função da natureza das partes. É da própria natureza dos seres dependentes, ao serem agrupados, continuarem a ser seres dependentes.

    ResponderExcluir
  2. Os teístas diante da alegação de que o AC Modal comete a falácia da composição fará os oponentes lembrarem que às vezes, existe uma conexão necessária entre as partes e o todo. Isto é verdadeiro em função da natureza das partes. É da própria natureza dos seres dependentes, ao serem agrupados, continuarem a ser seres dependentes.

    ResponderExcluir