domingo, 5 de outubro de 2014

Os piores argumentos contra o Teísmo #11 - Esse vídeo "Religiões e suas diferenças"


Esse é um video é bastante usado na internet como “argumento detonador de forças teistas somos inteligentes e vocês iludidos”. Ele apresenta alguns motivos pra não se crer em Deus e que a diversidade das religiões e culturas mostra que não há razões para se crer no Teismo. Nesse texto, vou mostrar porque esse tipo de argumento é horrível.

Vídeo: Religiões e suas diferenças


Falácia Genética

O inicio do vídeo, o ateísta declara que “não saberia dizer se uma revelação de Deus é algo verdadeiro ou uma ilusão reforçada pela cultura”. Note que esse é outro exemplo de falácia genética. Essa falácia é cometida quando se tenta invalidar uma crença, apontando como ela possa ter se originado. É como se eu dissesse que o ateísmo é falso porque existem pessoas que nasceram em culturas ateístas. Isso não funciona.

Diversidades

Então, o vídeo mostra como as religiões são diferentes. Umas aceitam Jesus como Deus, outras como profeta, outras acham que salvação bem por obras, outras que Deus é tudo, etc. No entanto, apontar isso nem de perto demonstra que Deus não existe. Não podem ser todas as religiões verdadeiras, podem todas ser falsas, mas não todas verdadeiras. Porem, simplesmente apontar a diferença entre elas não diz nada sobre a existência ou não-existência de Deus. Se Deus criou a humanidade e essa quis se desviar criando religiões mais "confortáveis", então todas as religiões que não envolvem o Deus criador são falsas. Então, esse argumento é horrível e patético.

Experiências religiosas

Algo útil no vídeo, finalmente. Mas mesmo assim péssimo. Todas as experiências religiosas podem ser contraditórias, mas isso não implica que todas sejam falsas. O pior, depois de apontar que essas experiências são contraditórias, ele volta a cometer a falácia genética. Só porque essas experiências podem estar relacionadas com a cultura, isso não significa que a verdade dessa experiência seja falsa.

Mensagens “imprecisas”?

Outro ponto “marromeno” útil. Ele diz que Deus teria que mostrar algo “claro e preciso” sobre quem ele é para todos ficarmos de acordo. E eu tenho quatro coisas pra dizer sobre isso:
1-    Nós podemos ver racionalmente qual experiência pessoal faz mais sentido e analisar as ditas evidencias dessa crença. Por exemplo, podemos saber que o panteísmo é falso porque se Deus fosse o universo, ele não existiria pela eternidade, já que o universo teve um inicio. Podemos verificar o Cristianismo como verdadeiro, pois ele se baseia em fatos históricos (Minha serie sobre o Jesus histórico fala justamente sobre isso.)
2-  Qual mensagem especifica? Tipo mandar visões pra profetas, inspirar um livro, enviar a segunda pessoa da Trindade para a Terra que diz ser Deus, morrer crucificado e ressuscitar no terceiro dia? Ou quem sabe a existência de uma Lei Moral, que nos faz ver qual dos deuses das religiões podem se encaixar como o legislador? Ou ter ajustado com precisão as constantes do universo para o eventual aparecimento de vida, mesmo pela evolução?
3-    Se ele mandou uma mensagem especifica para uma religião, então a culpa é do ser humano por ter se desviado.
4-   Ou talvez Deus tenha razões morais o bastante para não nos dar provas especifica de Sua existência. E nesse outro texto, eu argumentei o porque disso.

Corrigir as religiões erradas?

A resposta pra essa é simples: Livre arbítrio. Se Deus interferisse diretamente sempre que fazemos bobagens, ele interferiria em nossa liberdade. Mas o ateísta vai mais adiante e pergunta “Por que o Deus todo-poderoso não poderia ter nos criado fazendo o certo desde o começo?” Bom, a resposta é que Deus não pode fazer o que é logicamente impossível. E eu argumentei sobre isso em outro texto.

Conclusão

Mais um argumento horrível que se torna popular porque as pessoas não entendem de como as coisas funcionam. Se Deus existe, Ele é só um. As religiões divergentes foram criadas pelo homem para se desviar da verdade de Deus, pois esta o incomoda desde Caim.
Eu também recomendo esse vídeo resposta do Pastor Ariovaldo Carlos Jr, do canal Bíblia Freestyle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário