sexta-feira, 3 de outubro de 2014

O Jesus Histórico #2 - O Novo Testamento foi alterado?


Um dos pontos trazidos pelos céticos hoje em dia, é o de que o Novo Testamento possa ter sido alterado. Teria o Novo Testamento sido vitima de “telefone sem fio”? Nesse texto, argumentarei que isso não pode ter sido possível.

O Novo Testamento foi alterado?


Temos copias precisas do N.T.?

O Noto Testamento não pode ter sido alterado. Temos mais copias do N.T. do que de qualquer outro documento histórico já encontrado. De acordo com a ultima contagem, temos cerca de 5.700 manuscritos no original, em grego, escritos a mão e mais de 9 mil manuscritos em outras línguas. A outra obra mais próxima disso é a Ilíada, de Homero, com 643 manuscritos. Com base nessas copias podemos reconstruís 99% do N.T. original. Com isso, se torna praticamente impossível o NT ter sido alterado. Contrario do que alguns dizem (cof cof Bart Ehrman cof cof), esses manuscritos não se contradizem (E Erhman sabe disso). O 1% restante de duvida é em palavras como “vossa”, que em alguns manuscritos aparece como “nossa”. E podemos saber que esses 99% ficaram intactos porque eles passam nos critérios de autenticidade. (Entre esses critérios estariam: fatos embaraçosos, múltiplo atestamento, etc.).
Alem disso, alguns desses manuscritos foram escritos logo depois dos originais. O mais antigo manuscrito encontrado foi um fragmento que esta na Biblioteca John Rylands, em Manchester na Inglaterra. Esse fragmento contem João 18.31-33,27,38 e ele é datado entre 117 e 138 d.C, mas alguns argumentam que ele é mais antigo. Ele foi encontrado próximo ao mar Mediterrâneo, e foi composto na Ásia Menor. Com isso, sabemos que o evangelho de João foi copiado e levado a lugares distantes logo no inicio do século 2.
Existem também discussões sobre nove fragmentos mais antigos do que esse. Eles são datados do período entre 50 e 70 d.C, e foram encontrados juntos com os Manuscritos do Mar Morto. Nesses fragmentos, acredita-se que estão partes de Marcos, Atos, Romanos, 1 Timóteo, 2Pedro e Tiago.
O cético pode perguntar: “Mas se é a palavra de Deus, então porque Ele não manteve o original?”. Simples: Se o original tivesse sido encontrado ele poderia ser alterado. Já com mais de 5 mil copias antigas, podemos ter confiança de que ninguém mexeu nele.

Conclusão


Com isso em mente, vemos que é virtualmente impossível que a Igreja posterior tenha modificado os manuscritos antigos. Não apenas isso, mas com os critérios de autenticidade nós podemos saber se teve alguma passagem alterada ou se foi adicionada depois aos dizeres de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário