quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Seria a Bíblia machista? #1 - O Ideal Original

Mais uma serie nasce. Sim mais uma! Dessa vez, um tópico que muitos não acham tão importante, mas como eu tenho visto muita gente de “mimimi Bíblia machista”, então resolvi começar.
Quando falamos da Bíblia perto daquelas “feministas radicais”, elas logo surtam. “A Bíblia é machista!”, elas gritam. Na maioria das vezes citando passagens fora de contexto histórico e literário. O irônico é que essas pseudo-mulheres pedem respeito, desrespeitando completamente o movimento originado por aquele que foi um dos primeiros (se não o primeiro) a ensinar a respeitar mulheres.
Mas deixe toda essa irracionalidade de lado, as feministas tem razão quando dizem que a Bíblia é machista? Começa aqui mais uma serie...

O Ideal Original (Gênesis 1-2)

Quem lê o começo de Gênesis, percebe o diferente tipo de linguagem usada nele. Uma linguagem mais poética, contendo vários símbolos. O começo de Gênesis não é pra ser lido literalmente, mas serve de símbolo para a criação, a queda da humanidade e o relacionamento entre homens, mulheres e Deus.
Em Gênesis 1-2 vemos o ideal para a mulher. Deus criou o homem (O nome “Adão” significa “homem” mesmo) e a mulher (“Eva” significa “mãe”). Ambos feitos a imagem de Deus (Gênesis 1:26-27). Eva é criada a partir da costela de Adão (Gênesis 2:22), uma imagem que simboliza o companheirismo, não alguém superior ou inferior. Casamento e sexo são a união do casal (ambos se tornarão uma só carne).
Embora Gênesis 1-2 fale da igualdade ideal do relacionamento homem-mulher, algumas leis envolvendo mulheres podem deixar algumas pessoas “com o pé atrás” quanto a Bíblia. Paul Copan esclarece:

“...leis a respeito de mulheres em Israel lidam de forma realista com a estrutura caída dos humanos no Antigo Oriente Médio. Na legislação de Israel, Deus faz duas coisas: (1) ele trabalha com uma sociedade patriarcal para levar Israel a um caminho melhor; e (2) Ele providencia varias proteções e controles contra abusos direcionados a mulheres em condições reconhecidamente precárias. Temos exemplos de mulheres oprimidas no Antigo Testamento? Sim, e nós vemos vários homens oprimidos também! Em outras palavras, nós não deveríamos considerar esses exemplos negativos endossos de opressão e abuso.” [1]

Conclusão

Vimos então que o ideal original de Deus é um relacionamento de igualdade e companheirismo entre homem e mulher, e o resto que se vê são conseqüências de um mundo caído.
No próximo texto vamos ver a igualdade da mulher no Antigo Testamento. E mais adiante, esclarecer “leis abusivas” e outros problemas relacionados a mulheres no A.T.

Fontes


[1] – Paul Copan, “Is God a Moral Monster?”, p 102

Nenhum comentário:

Postar um comentário